O Presente É de Quem o Recebe

O mestre mostrava-se na praça ensinando os seus discípulos algumas lições da vida, quando se aproximaram dele alguns malfeitores.
Receosos, os discípulos recuaram, mas o mestre permaneceu imóvel no meio da praça.
Os arruaceiros começaram então a insultar o mestre, atirando-lhe pedras e dizendo-lhe desaforos.
Ele, porém, não reagia.
Seus discípulos quiseram intervir, mas pararam ao sinal do mestre, que lhes pediu que nada fizessem.
E assim os malfeitores, não percebendo reação alguma, cansaram-se e foram embora.
Os discípulos então se aproximaram do mestre e perguntaram: – Mestre, por que o senhor não reagiu aos insultos nem deixou que nós fizéssemos? Eles eram poucos e nós somos muitos, poderíamos acabar com eles. O mestre calmamente perguntou: – Se alguém lhe trouxer um presente e você não receber, com quem fica o presente? – Com a pessoa que o trouxe – responderam todos. – Então – concluiu o mestre – os malfeitores tiveram de levar seus insultos de volta, pois nós não os recebemos.
Existe em você uma força capaz de separar aquilo que lhe faz bem daquilo que lhe faz mal. Em todos os seus relacionamentos você pode acionar esta força que o levará a aceitar o que lhe faz bem e rejeitar o que lhe faz mal. Naturalmente…

2 comentários

FLAVIO NAPA em 22 de maio de 2012 07:58

ISSP É VERDADE

Francisco Fagner em 22 de maio de 2012 08:39

Valeu Napa...

Anterior Proxima Página inicial